1/1
1/1
1/1
1/1
1/1
1/1

​Recursos Humanos​

No Brasil existem sete instituições italianas que podem desenvolver os processos de reconhecimento da cidadania italiana.
 

São seis Consulados Italianos (Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife) e uma Embaixada Italiana (Brasília) para analisar aproximadamente 245.000 processos arquivados.
 

Para fazer esses 245.000 processos é necessário receber a documentação dos descendentes, analisá-­‐las, encaminhar o parecer ao requerente e conduzir o processo até o final. Esse procedimento em sua maioria pode demorar meses, em função da falta de documentos, erros de grafia nas certidões e outros.
 

Ainda é preciso digitar as informações das pessoas em um banco de dados, chamado A.I.R.E. (Anagrafe degli Italiani Residenti all’Estero). Por último, é necessário comunicar o governo italiano que mais uma cidadania italiana foi deferida, procedimento feito através da transcrição dos registros de nascimento e casamento.
 

Supondo que cada processo demore cerca de uma hora para ser analisado e reportado ao interessado, apresenta-­se um cálculo:

Ou seja, cada instituição italiana deveria ter 16,52 funcionários somente para o Setor Cidadania. 
 

16,52 funcionários x 07 instituições italianas=115,68 funcionários
 

Seriam necessários cerca de 16 funcionários em cada instituição italiana para analisar os 244.331 processos e acabar com a fila da cidadania italiana em 12 meses. Atualmente os Setores Cidadania contam com uma média de 07 funcionários (contratados e digitadores).